Prevenção ao suicídio marca o “Setembro Amarelo”

Prevenção ao suicídio marca o “Setembro Amarelo”

Dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. Em razão disso, desde 2015, algumas associações se mobilizaram para criar o “Setembro Amarelo”, uma campanha de conscientização sobre a prevenção ao suicídio. “A ideia é pintar, iluminar e estampar o amarelo nas mais diversas resoluções, garantindo mais visibilidade à causa”, diz o movimento, liderado por CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psicologia). VEJA TAMBÉM Ações chamam a atenção para o tratamento da depressão Depressão pós-parto pode levar ao suicídio para a campanha “Setembro Amarelo”, “a primeira medida preventiva é a educação”. “É preciso perder o medo de se falar sobre o assunto”. O caminho é quebrar tabus e compartilhar informações. Esclarecer, conscientizar, estimular o diálogo e abrir espaço para campanhas contribuem para tirar o assunto da invisibilidade e, assim, mudar essa realidade.

O suicídio é um fenômeno complexo, de múltiplas determinações, diz a campanha. “Mas saber reconhecer os sinais de alerta pode ser o primeiro e mais importante passo”, pontua o grupo. Fatores que merecem atenção são isolamento, mudanças de hábitos, perda de interesse por atividades que gostava, descuido com aparência, piora do desempenho na escola ou no trabalho, alterações no sono e no apetite.

A União dos Vereadores do Brasil – UVB ,apoia esta campanha e procura incentivar as Câmaras  Municipais a promover palestras e eventos para oferecer este suporte a esta causa.Não é drama, depressão é real. Suicídio é assunto sério e merece toda nossa atenção. Procurar identificar e oferecer ajuda às pessoas em situação de risco é nossa obrigação.

Share This: