Câmara de Palmeira dos Índios ocupa o 2º Lugar em Transparência no Estado de Alagoas

Câmara de Palmeira dos Índios ocupa o 2º Lugar em Transparência no Estado de Alagoas

Palmeira dos Índios/AL – Na tarde da quarta-feira, dia 19/12, durante coletiva à imprensa na sede do Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL), foi apresentado o resultado de avaliação do projeto “Transparência no Legislativo”, que fez um levantamento sobre todas as Câmaras Municipais que existem em Alagoas e se elas possuem portais da transparência.

Segundo o levantamento, as Câmaras Municipais de Rio Largo, Junqueiro e Tanque d’Arca tiveram destaque positivo com nota máxima no portal de transparência, atingindo nota 100 no ranking elaborado pelo Ministério Público. No ano de 2017, apenas 25 câmaras possuíam portais de transparência e, atualmente, cerca de 102 câmaras municipais implantaram o portal.

Segundo o Presidente deste Poder Legislativo de Palmeira dos Índios, vereador Junior Miranda, durante sua gestão uma das suas prioridades sempre foi a Transparência deste Poder Legislativo, o qual na última avaliação não obteve uma nota satisfatória. Isso fez com que houvesse uma união da equipe responsável, que com a cobrança no sentido de melhorar a transparência chegássemos a este 2º Lugar, com nota 98.

Informou ainda que essa é uma demonstração da responsabilidade e o respeito, o qual esta Casa Legislativa tem para com a população principalmente a palmeirense, em divulgar todas as atividades legislativas, administrativas e financeira, principalmente na disponibilização dos fastos públicos deste poder legislativo.

Finalizando, parabenizou a toda equipe envolvida neste processo, a qual não mede esforços neste sentido e que está muito contente em poder entregara a sua gestão com o Portal da Transparência bem avaliado, uma vez que entrega a sua gestão com a transparência deste Poder Legislativo entre as melhores deste Estado.

A vereadora Adelaide França (MDB), foi à autora do requerimento de Nº 001/2017 ao qual solicitou e cobrou o cumprimento da lei complementar 131/2009 ao qual obriga os municípios a manterem um portal de transparência na internet, facilitando a sociedade a ter acessos a todas as informações pertinentes a casa de leis.

Adelaide França não só fez o requerimento, como arregaçou as mangas e correu atrás para que a lei fosse cumprida. Não teria uma só sessão que a vereadora não lembrasse o requerimento e cobrasse da mesa diretora.

A vereadora afirmou que “A câmara de vereadores deve manter de forma detalhada e em tempo real, informações sobre suas receitas e despesas cumprindo o que manda a lei” disse Adelaide.

Vereadora Adelaide França

 

 

Share This: