Ministro Nardes receberá Medalha Fernando Dias Oliva

Ministro Nardes receberá Medalha Fernando Dias Oliva

O Ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), João Augusto Ribeiro Nardes, será homenageado com o Mérito Legislativo UVB, Medalha Fernando Dias Oliva, durante o Encontro Nacional de Legislativos Municipais, que acontece de 07 a 10 de novembro, na cidade de Canela/RS.

Nardes deverá palestrar aos presentes sobre a Lei da Governança onde irá propor uma reflexão sobre a sua importância para os municípios e para o Brasil. “Os cidadãos precisam enxergar a floresta inteira, e não apenas uma árvore. Eu quero dizer que a sua atitude deve beneficiar a todos. Governança é cuidar dos seus filhos, da sua comunidade e da sua família”, destacou.

João Augusto Ribeiro Nardes, nasceu em Santo Angelo/RS em 13 de outubro de 1952, foi um político brasileiro e é membro do Tribunal de Contas da União.

Augusto Nardes é graduado em administração de empresas pela Fundames (atual Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões), em Santo Ângelo, pós-graduado em política do desenvolvimento e mestre em estudos de desenvolvimento, pelo Institut Université d’Études, em Genebra, na Suíça.

Nardes iniciou sua carreira política como vereador em Santo Ângelo, entre 1973 e 1977. Foi deputado estadual, entre 1986 e reeleito em 1990 já pelo Partido Progressista Renovador.

Em 1994 elegeu-se deputado federal, sendo reeleito em 1998 e 2002.

Renunciou ao mandato de deputado federal para assumir o cargo de ministro do Tribunal de Contas da União.

Com a aposentadoria do ministro Humberto Souto em 2004, coube à Câmara dos Deputados indicar o substituto à vaga e Nardes obteve a indicação do PP.

Houve quatro candidatos e, por votação secreta, Nardes venceu com 203 votos, contra os 137 votos dados ao deputado José Pimentel (PT-CE), 75 a Osmar Serraglio (PMDB-PR) e 55 votos ao deputado Carlos Nader (PFL-RJ), com 7 votos em branco. Confirmado pelo Senado e nomeado pelo Presidente da República, renunciou ao mandato de deputado federal para assumir o novo cargo em 20 de setembro de 2005.

Em 2015, Nardes foi relator da análise das contas presidenciais do ano anterior, de mandato da presidente Dilma Rousseff (PT), que resultou na histórica rejeição das contas presidenciais por unanimidade no dia 7 de outubro. Foi a primeira rejeição desde o governo Getúlio Vargas. Nos meses que antecederam ao julgamento, quando o resultado deste já se mostrava previsível, a Advocacia Geral da União intentou afastar o ministro da relatoria, por sua parcialidade e antecipação de voto. A AGU não obteve êxito, e o resultado da análise das contas, em conformidade com o entendimento de Nardes, obteve apoio de autoridades no assunto.

Share This: