Opinião: Vereadora Mabel Amaral, analisa o papel do vereador

Opinião: Vereadora Mabel Amaral, analisa o papel do vereador

Vereador: O pára-choque do povo

Uma das decisões mais fáceis da minha vida: vou disputar uma cadeira no legislativo municipal. Meu coração está nisso… no serviço público, na possibilidade de elaborar projetos que beneficiem minha comunidade.

Sem dúvidas, está sendo muito gratificante participar do processo legislativo em minha cidade. Mas não imaginei que pudesse me envergonhar de me denominar “política”.

Nosso país nasceu de um colônia de exploração e teve suas riquezas naturais e seu povo explorado por países europeus, por séculos.  Infelizmente, nossa cultura hoje, ainda é o reflexo desse sistema ao qual fomos impostos. Temos uma população cotidianamente explorada, pouco conhecedora dos seus direitos, usurpada de diversas formas pelo abuso do poder político e econômico.

Estamos vivendo a maior crise ética e moral da história política do nosso país. Somos confrontados a cada dia acerca da relevância do voto, do caráter daqueles que representam seu eleitorado… Estamos na rotina do convívio social, e representamos diretamente os interesses do povo.

Mas acredito que o Vereador, na condição de pára-choque de todas as argumentações, é quem tem hoje um papel de fundamental importância: construir dentro de seus municípios, os novos paradigmas que ditarão o novo modelo político do nosso país. Precisamos debater mais sobre as reais causas da crise que vivemos hoje, precisamos falar abertamente sobre compra e venda de votos que refletem no elevado custo das campanhas eleitorais e conseqüentemente, a corrupção que de forma metastática, invade todo o sistema político no Brasil.

A cada dia, converso com jovens desiludidos e crianças que enxergam o voto como moeda de troca, ou seja, só se deve votar em alguém que tem algo a oferecer, porque é assim que seus pais fazem, e esse é o modelo a ser seguido. Essa é a nossa cultura, e somente nós, vereadores, que estamos infiltrados nas casas, nos bairros e nas comunidades, podemos verdadeiramente transformar realidades e construir a nação que tanto sonhamos. Eu acredito que esse pára-choque, que até então, serviu de barreira para os desabafos das comunidades, pode nesse momento, ser transformado numa grande frente de batalha, para a construção do novo modelo político em nosso país.

 

Mabel Amaral de Oliveira

Vereadora – Valente-BA

Diretora UVB Bahia

Share This: